SEGUIDORES

sábado, 22 de janeiro de 2011

FALTAS E FARTURAS

"FALTAS E FARTURAS"

Tenho os dias, tenho as horas...
A vida toda... Toda vida pra viver!
Um violão emudecido...
Eu, cancioneiro perdido...
Tudo é nada sem você.

Na vastidão dos pensamentos...
Liberdade, horizonte, céu e mar!!!
Eu... Só poeira e estrada.
Uma rés desgarrada...
Sem a luz do teu olhar.

Amor efusivo...  Latente.
Paixão ativa, vulcão!!!
Poema sem rima, sem verso...
Um ponto negro no universo...
Vida vã... Ilusão.

Hoje posso sorrir!!!
Há promessas de vida em mim!!!
Amor maduro em adolescente...
Segurança em homem carente...
Renasce, das cinzas, meu jardim!!!


Cancioneiro, caminhos, violão e verso...
Andarilho, estrada e... Chão.
Um ponto de luz no universo...
Você é vida, amor... Paixão. 


GERALDO.

5 comentários:

  1. Olá,
    Os contrastes dão agilidade à vida... são necessários...
    Abraços fraternais

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito ...abraço

    ResponderExcluir
  3. oi geraldo, tudo bem?

    obrigado pela visita no meu botequim e por seguí-lo, sua presença muito me alegra, pois é mais um amigo em potencial que estou conhecendo.

    e por este poema, já vi que és...poeta!!! rssss maravilha a tua escrita, gostei muito.

    abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá poeta
    O amor tem essa capacidade, a de nos fazer renascermos. Belo poema.
    Abração

    ResponderExcluir
  5. Quem sonhou e viveu o amor na sua plenitude,carrega estes sentimentos que embalam esta poesia bem inspirada.Abraço.

    ResponderExcluir